logo doenças geneticas.gif









Doenças genéticas
Muitas vezes, os fatores genético são responsáveis por causar a obesidade infantil. Além dessas existem outras doenças que devem ser compreendidas e tratadas de acordo com seus métodos. Mas, para entender como as doenças genéticas ocorrem, é preciso compreender os princípios básicos da herança genética e os primeiros estudos sobre assunto, feitos com sementes de ervilha, pelo monge austríaco Gregor Mendel
 
Ervilhas de Mendel.Mendel conseguiu, ainda no século XIX, fazer demonstrações sobre como as características genéticas eram passadas de geração em geração. Mas essas pesquisas só foram reconhecidas depois da morte do monge, já no início do século XX. Logo após, com o advento da descoberta do DNA, a genética avançou muito, permitindo à ciência entender certos distúrbios que ocorriam por mutação e deixavam sequelas no portador.

As doenças genéticas podem ser divididas em três grupos: as monogênicas ou mendelianas, as cromossômicas e as poligênicas ou multifatoriais. As primeiras são as causadas por mutações nas sequências de DNA de um único gene.
 
As pertencentes ao segundo grupo são aquelas causadas por problemas estruturais do cromossomo, como mudança de posição e aumento de número deles. Por último, no terceiro tipo, encontram-se as doenças que ocorrem por definição genética, mas também podem acontecer por influência do meio e de outros fatores ambientais. É o caso da diabetes e da hipertensão arterial (ou pressão arterial alta).

Para conhecer melhor cada tipo de doença genética, suas causas, sintomas, características e possíveis tratamentos, até mesmo, um tratamento mental, acompanhe cada um dos tópicos apresentados no site.
 
Doenças Genéticas Raras
 
Chediak-Higashi: Doença que ataca o sistema imunológico fazendo com que o corpo não crie defesas contra bactérias e vírus. Os pacientes costumam não sobreviver até os 10 anos, tem hemorragias e são albinos. É uma enfermidade ainda sem muitas informações e não chegou a atingir duzentas pessoas no mundo.
 
Bardet-Biedl: Também conhecida como BBS, essa doença atinge em média 1 pessoa a cada 160.000 nascimentos. Os principais sintomas são: obesidade, problemas renais e cardíacos, problemas de aprendizado e aparecimento de dedos extras.
 
Hermansky-Pudlak: Enfermidade comum nos Alpes suíços e em Porto Rico. Os pacientes passam por problemas de coagulação do sangue e albinismo. Além disso, eles podem sofrer de problemas nos rins, intestino, coração e pulmões.
 
Doença de Gaucher: Problema na enzima beta-glicosidase causando o acúmulo de lipídios que levam a doenças nos ossos, fibroses e crescimento do baço e fígado.
 
Huntington: Doença que tem origem na malformação da proteína humtington causando a morte das células nervosas. Atinge a percepção e memória do paciente.
 
Leucodistrofias: Conhecida também como ADL ela é causada por um problema genético que destrói a bainha de mielina (protege os impulsos nervosos). O paciente pode ter perda de mémória, audição, fala, problemas de movimento e demência. O óleo de lorenzo pode reduzir os danos causados pela enfermidade, mas ela ainda não tem cura.
 
Alcaptonúria: Acontece por causa da falta da enzima oxidase do ácido homogentísico causando artrite e problemas ósseos. Os pacientes também podem ter problemas cardíacos, renais e de próstata.
 
 
Doenças Genéticas  -->>  Genética